Garrafaria Store e Lounge


Diário de viagem às vinícolas portuguesas

30 de Novembro de 2011

Entre os dias 13 e 19 de outubro, o gerente das Lojas Garrafaria, a convite da importadora DOCG, esteve em Portugal visitando as mais famosas vinícolas nacionais. Encantado com a viagem, Aluízio escreveu um diário para compartilhar todas as aventuras vividas em terras lusitanas. Confira:

13 de outubro, quinta-feira:
Chegamos ao Porto por volta de 13 horas. Iniciando os trabalhos, fomos à Bairrada visitar a Quinta do Carvalhido, propriedade com possível aquisição ao Projeto Wine & Winemaker’s. Indiscutivelmente, esta é uma Quinta de ótimos vinhedos. Mas, no entanto, falta um pouco de estrutura e modernização ao local.

A atração ficou por conta da sede que é uma casa de 600 anos, usada como moradia pelo atual proprietário. Por volta das 17 horas fomos para cidade costeira de Aveiro, onde passaríamos nossa primeira noite em Portugal.

14 de outubro, sexta-feira:
Nesse dia, começava a realização de um sonho: visitar o Douro.

Logo na parte da manhã, chegamos à Cidade do Porto onde nos encontramos com uma lenda local, o enólogo João Silva e Souza, que nos acompanhou até a Quinta dos Frades, uma propriedade muito importante da região.

Lá conhecemos toda história do vinho português. Uma propriedade com quase 1.000 anos, onde se tem vinhas com 100 anos de idade. Foi nesse local que ocorreu a primeira demarcação de vinhos do mundo, realizada pelo então chanceler português Marques de Pombal, em setembro de 1756.

Nesta propriedade tivemos a honra de presenciar e participar com o enólogo da realização da separação de lotes de vinhos. O João levou em consideração a opinião de todos os presentes.

Mais a noite, jantamos e fechamos com chave de ouro este dia tomando um “Casa Ferreirinha 1989” num castelo monárquico que nos acolheu naquela noite.

15 de outubro, sábado:
Logo na parte da manhã, seguimos em direção a região dos vinhos verdes. Nossa primeira e única parada foi na Quinta das Toquinheiras, onde fomos recebidos pela Senhora Clementina, que fez um tour por todos os cantos de sua propriedade conosco.

Observamos os vinhedos da mais famosa uva de Portugal: a alvarinho.

Depois fomos agraciados com um belo almoço típico regional, cuja receita principal do cardápio é a “Pica no Chão”, que, ao contrário do que alguns puderam pensar, trata-se de uma galinha criada ao natural.

À noite, voltamos à cidade de Aveiro onde jantarmos um apetitoso bacalhau. Depois nos divertimos um pouco jogando sinuca, totó, ping pong e sueca.

16 de outubro, domingo:
Dia de “folga”. Já começou muito bem, pois o café da manhã foi um delicioso espumante.

Passeamos de barco durante o dia e à noite fomos ao restaurante da Marina, local frequentado somente por sócios.

17 de outubro, segunda-feira:
Ainda na madrugada, saímos em direção ao tão famoso Alentejo.

Nesse famoso local, nossa visita seria a Fundação Abreu Callado, que nos foi apresentada pelo proprietário Antonio Callado e pelo enólogo Frederico Fação.

Além de vinhos, esta propriedade tem uma importância social muito forte na região, já que trata-se de uma instituição que abriga projetos de estudos aos jovens , além de oferecer cuidados aos idosos.

Após um maravilhoso almoço dentro da própria vinícola, com direito a uma boa taça de vinho, visitamos o museu da história dos vinhos Alentejanos.

18 de outubro, terça-feira:
Fomos logo cedo ao Tejo visitar a Cia. Das Lezirias, gigante vinícola local, que, além de Vinhos, é a maior produtora de oliveiras e cortiças do Mundo.

O enólogo chefe, Sr. Frederico Falcão, esteve sempre presente nos mostrando todas as características desta região, além de nos passar uma bela explanação sobre azeites.

Depois, seguimos a região de Setubal e Palmela para visitar a gigantesca propriedade Casa Ermelinda Freitas. Acompanhados pela própria Ermelinda e seu principal enólogo, o Sr. Jaime Quendera, fizemos uma bela degustação e depois seguimos a um restaurante local onde provamos as famosas migas.

19 de outubro, quarta-feira:
Bem cedo finalizamos nossa viagem com visita ao Dão.

No retorno, passamos pela região da Bairrada, onde estivemos na propriedade São Domingos para tomar um maravilhoso espumante, além de viver a experiência de ver ao vivo a um Degogement Champenoise.

E, dessa forma, concluímos uma viagem incrível!

Veja as fotos da viagem clicando aqui

 

 


Garrafaria São Mateus:
Rua Padre Tiago, nº18, Bairro São Mateus
CEP: 36016-350
Telefone: (32) 3214-5049

Horário de funcionamento:
Segunda: 10h as 20h
Terça e Quarta: 10h as 21h
quinta, sexta: 10h as 22h
Sábado: 10h as 22h
Telefone: 3215 9236